1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE
K2_DISPLAYING_ITEMS_BY_TAG Mendanha

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (sem partido), vai deixar o cargo no fim de março para disputar o Palácio das Esmeraldas. A informação foi confirmada pelo próprio gestor, no sábado (26), durante evento de Assistência Social Itinerante no município e por assessores, neste domingo (27).

 

Desde o início da semana, segundo interlocutores, o prefeito tem dito vai se desincompatibilizar para se colocar à disposição do povo de Goiás. Ao deixar o cargo para disputar o governo de Goiás, o vice-prefeito, Vilmar Mariano (Podemos), assume a prefeitura.

 

Em relação a partido, apesar de receber diversos convites, o prefeito de Aparecida deve escolher o Patriota ou o Podemos para filiação. O presidente estadual do primeiro, Jorcelino Braga, já disse que a sigla está à disposição de Gustavo para o pleito deste ano.

 

Já sobre o Podemos, o vice de Gustavo, Vilmar Mariano, assumiu a estadual da sigla em Goiás e também já endossou o apoio ao colega independente da filiação. As informações são de interlocutores próximos ao gestor de Aparecida.

 

Além desses partidos, o prefeito conversa também para fechar alianças com o PP de Alexandre Baldy, o PL de Magda Mofatto, o DC de Alexandre Magalhães, o Agir de Cláudio Meirelles e o Pros.

 

De acordo com essa fonte, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, também convidou Gustavo a se filiar. O PSB do deputado federal Elias Vaz também tem interesse na composição, mas desde que o prefeito não faça palanque para Bolsonaro (PL) em Goiás.

 

Além de Mendanha, também são pré-candidatos ao governo de Goiás: o governador Ronaldo Caiado (DEM); o ex-reitor da PUC-GO, Wolmir Amado (PT); o professor e empresário Edigar Diniz (Novo); e o deputado federal major Vitor Hugo (PSL).

 

Mais Goiás

K2_PUBLISHED_IN Estado

Os prefeitos do MDB favoráveis ao apoio do partido à reeleição do governador Ronaldo Caiado (DEM), ainda buscam reunião presencial com o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB). Gestor da maior cidade administrada por um emedebista em Goiás, Mendanha é o principal nome do grupo que defende candidatura própria do partido em 2022, na oposição ao atual governo.

 

O prefeito de Campos Verdes e presidente da Federação Goiana dos Municípios (FGM), Haroldo Naves (MDB), afirma que a intenção é buscar convergência dentro da divergência e que é preciso deixar o diálogo aberto dentro do partido. Os governistas no MDB argumentam que o governo Caiado se mostrou “eficaz”, colocando as contas do Estado em dia, além de contemplar os prefeitos com obras e programas sociais.

 

Além disso, Haroldo Naves aponta que o MDB se fortalece com a adesão ao governo estadual. “Essa será a última eleição de Caiado a governador. Ele deve alçar voos maiores no País. Com isso, abre espaço para novos players da política. Daniel Vilela e Gustavao Mendanha são os melhores nomes novos que temos em Goiás. Essa é leitura que nós prefeitos fazemos”, aponta. Ainda não há previsão da efetiva agenda dos prefeitos, agora caiadistas, com Mendanha.

 

Fonte: Sagres Online

K2_PUBLISHED_IN Estado
Instagram Radio EldoradoTwitter Radio Eldorado

 

Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

Real Pax