1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

"A mulher que aparece no vídeo agredindo paciente não é funcionária da UPA" diz secretária de Saúde

Na noite desta quarta-feira (28/03), um vídeo de uma suposta funcionária da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mineiros (GO) desacatando uma senhora foi amplamente divulgado em grupos de WhatsApp e Facebook.


As imagens mostra um segurança, uma mulher usando uma blusa florida, uma senhora com uns papeis na mão e uma quarta pessoa filmando.


Durante a filmagem a mulher de roupa florida [supostamente funcionária da UPA] fala para uma senhora que tenta entregar alguns papeis pra ela "Pega seu exame e envia no seu […].


Na sequência, o segurança do local, adverte a pessoa que está filmando "para de filmar".


A pessoa que está filmando, continua filmando e critica a ação do guarda "Eu não paro não. Você vai quebrar meu celular".


O segurança por sua vez responde que não e acrescenta que o ato da pessoa estar filmando a sua imagem cabe processo.


"Se continuar fazendo minha imagem eu vou meter um processo em você".


A pessoa que filma retruca. "Então entra, então entra. O que vocês estão fazendo é errado, então entra, que eu também sei dos meus direitos. Rapaz, quebra meu celular aqui, vem. Desgraçado. Do mesmo jeito que ele pode me processar, eu também processo. Está achando o que, eu filmo mesmo. E ainda posto na internet". Veja o vídeo, clique aqui.


Na manhã desta quinta (29), a secretária Municipal de Saúde, Rosângela Rezende Amorim esclareceu o fato por telefone ao vivo durante o Programa Plantão Policial da Rádio Eldorado.


"Bom dia, comunidade mineirense. Estou aqui na UPA para tentar esclarecer o que de fato aconteceu no que foi vinculado nas mídias sociais no dia de ontem. Os funcionários Marcia e Júlio da recepção relataram o fato, onde na ocasião uma paciente ficou nervosa, por não ter o atendimento conforme ela desejava. Na ocasião, o médico evitou dar o resultado dos seus exames desta paciente, tendo em vista que ela estava visivelmente embriagada. Tendo em vista que o resultado não era de emergência, o médico pediu que ela retornasse com um acompanhante, para que ai sim ele pudesse dar o resultado a paciente e seu acompanhante. A paciente, ficou muito nervosa, começou a gritar, agredir, brigar, esbravejar. Momento em que o guarda pediu para a senhora sair pra fora da unidade. A paciente, ainda muito nervosa, se rebelou não quis sair. Momento em que uma outra paciente que aguardava atendimento [apontada como suposta funcionária da UPA] percebendo todo aquele tumulto, deu um tapa na radiografia da paciente. Uma outra paciente que estava do lado de fora, querendo aproveitar daquele momento, pra divulgar e denegrir o serviço de uma equipe que trabalha vinte e quatro horas, sete dias por semana. Então o fato, na verdade é esse", relatou Rosângela Rezende.


Na oportunidade, a secretária Municipal de Saúde pontuou que a UPA do município está entre as melhores do estado.

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado1