1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE
K2_DISPLAYING_ITEMS_BY_TAG Covid

O juiz José dos Reis Pinheiro Lemes, da Comarca de Pires do Rio, afastou Assis Silva Filho do cargo de secretário municipal de Saúde por 60 dias. Ele é acusado de ter furado a fila de vacinação contra a covid-19, beneficiando a própria esposa.

 

O pedido de afastamento foi feito pela Promotoria de Justiça de Pires do Rio. O MP alegou que a esposa do secretário não se encaixava no grupo prioritário e, portanto, não deveria ter sido imunizada.

 

O promotor Marcelo Borges Amaral, responsável pela medida cautelar, afirmou que o secretário determinou a vacinação da esposa e justificou ainda o ato nas redes sociais, alegando que o fez para “preservar a vida e a saúde da mulher da minha vida”.

 

O MP afirmou que o ato se enquadra em crimes de abuso de autoridade e prevaricação, uma vez que o secretário confessou que se utilizou do cargo movido por sentimentos pessoais. As investigações prosseguem durante o afastamento do Assis Silva Filho. Também foi instaurado procedimento para apurar possível prática de ato de improbidade administrativa.

 

Fonte: Diário de Goiás

K2_PUBLISHED_IN Estado
K2_DATE_FORMAT_LC2

ATUALIZAÇÃO DA COVID 19

Dados do boletim diário disponível pelo COE de Mineiros da Secretaria Municipal de Saúde.

 

(+) 33 casos novos
(+) 01 óbito

 

Rádio Eldorado na prevenção contra a Covid-19!

 

Telefones (dúvidas, informações, triagem relacionadas ao COVID-19).
Segunda à sexta-feira, das 07 às 17h.
(64) 3661-0032, (64) 3661-0082, (64) 3661-0004, (64) 3661-0027


Atendimento 24h:
(64) 99269-7863
(64) 99268-9597
(64) 99283-1132

K2_PUBLISHED_IN Mineiros

A assessoria de comunicação de Prefeitura de Catalão informou nesta sexta-feira, 15, que o prefeito Adib Elias (Podemos) foi encaminhado à UTI para dar início a novo tratamento contra a Covid-19.

 

A decisão de transferir o paciente para UTI foi tomada pela equipe do médico, dr. Roberto Kalil. O quadro de Adib é estável, sem oscilação na pressão e sem febre.

 

A família do prefeito de Catalão agradeceu, em nota, as manifestações de apoio, carinho, orações e votos de fé.

 

Fonte: Jornal Opção

K2_PUBLISHED_IN Região

Goiás será um dos Estados que irá receber pacientes de Manaus (AM) com o novo coronavírus, por causa da falta de oxigênio hospitalar – motivada pela explosão de casos de Covid-19, na cidade. Ao todo, estão previstos 120 pacientes para chegar no Estado, explicou o secretário de Saúde, Ismael Alexandrino.

 

“O Ministério da Saúde nos pediu para receber e nós demos ‘ok’. A programação é que sejam recebidos no Hospital das Clínicas, inaugurado recentemente, de forma que são leitos extras”, declarou.

 

“A Organização Panamericana de Saúde e o Hospital Sírio Libanez farão a validação da triagem, o Ministério da Saúde vai homologar e, aí, vai marcar voo, embarque e desembarque”, enumerou o cronograma. “Ainda não há previsão.”

 

Além de Goiás, também devem receber pacientes: Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Brasília e Paraíba. Alexandrino explicou que o governo do Amazonas ficará responsável pela triagem dos pacientes a serem transferidos.

 

Em Manaus, o estoque de oxigênio acabou nesta quinta-feira (14) e vários pacientes morreram por asfixia, segundo relatos médicos. O ocorrido motivou o governo federal a anunciar a transferência de pacientes para outros Estados.

K2_PUBLISHED_IN Saúde

O Jornalismo da Rádio Eldorado conversou com a Secretária Municipal de saúde Rosângela, que esclareceu sobre Mineirenses que estavam em um ônibus, pois muitas informações desencontradas e fake news foram divuldadas nas redes sociais.

 

A Secretária disse que era um ônibus de excursão ao Sul do País, sendo que estavam 30 pessoas, que ao chegar em Mineiros foram orientadas a passa pela UPA para testagem da Covid-19, pois foi diagnósticado um casal de Rondonópolis-MT com o vírus no Sul.

 

As pessoas foram testadas nesta terça-feira (12) ás 11h, sendo que o resultado deu negativo para todos os tripulantes, contudo seis pessoas estão com sintomas e estão sendo monitoradas e de quarentena.

 

Jornalismo Rádio Eldorado

K2_PUBLISHED_IN Mineiros

CENTRAL COE COVID-19 MINEIROS

 

Telefones (dúvidas, informações, triagem relacionadas ao COVID-19).
Segunda à sexta-feira, das 07 às 17h.
(64) 3661-0032, (64) 3661-0082, (64) 3661-0004, (64) 3661-0027


Atendimento 24h:
(64) 99269-7863
(64) 99268-9597
(64) 99283-1132

K2_PUBLISHED_IN Notícias

CENTRAL COE COVID-19 MINEIROS

 

Telefones (dúvidas, informações, triagem relacionadas ao COVID-19).
Segunda à sexta-feira, das 07 às 17h.
(64) 3661-0032, (64) 3661-0082, (64) 3661-0004, (64) 3661-0027


Atendimento 24h:
(64) 99269-7863
(64) 99268-9597
(64) 99283-1132

K2_PUBLISHED_IN Mineiros

O Governo de Goiás está preparado para realizar a vacinação contra a covid-19 com qualquer uma das vacinas existentes. As doses serão enviadas pelo Ministério da Saúde. O Estado antecipou a compra de 2,5 milhões seringas e agulhas para aplicação dos imunobiológicos, além de já ter 1,3 milhão de materiais em estoque, totalizando 3,8 milhões de kits para as primeiras fases da campanha. Na próxima semana, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) ainda deve apresentar o Plano Estadual de Imunização contra a Covid-19.  O documento está em fase final de validação.

O governador Ronaldo Caiado assegurou que o Estado está pronto para iniciar a imunização dos goianos contra a covid-19 e que está avançado o trabalho para organizar a logística necessária. “No momento em que o governo federal nos entregar a vacina, nós imediatamente faremos a redistribuição aos municípios, de acordo com os grupos de risco”, declarou durante a apresentação do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, feita pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, no Palácio do Planalto, em 16/12.

O pregão de Goiás para aquisição de seringas e agulhas foi realizado em novembro de 2020. Cada seringa com agulha custou R$ 0,31 centavos. Os materiais serão entregues gradualmente, no almoxarifado da SES-GO, até janeiro de 2021. De acordo com o secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, os kits adquiridos pela pasta são suficientes para vacinar os grupos prioritários no Estado. Há cerca de 1,8 milhão de pessoas com prioridade de imunização no território goiano, segundo Alexandrino.

Freezers

“O quantitativo comprado é o bastante para ações em 2021”, frisou Ismael Alexandrino. “Fomos o primeiro estado brasileiro a fazer essa aquisição. De forma que quando o MS nos enviar a vacina teremos condições de distribuir e aplicar”, destacou.

Caso a vacina que será encaminhada para Goiás exija baixas temperaturas para armazenamento, o Estado também já se programou. Estão garantidos pelo menos seis super freezers para receber as doses. Destes, três são do Hemocentro de Goiás e outros três disponibilizados a partir de parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG). A SES-GO dialoga com a Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), que também pode contribuir com um refrigerador.

Fonte: DM

K2_PUBLISHED_IN Estado

Após um pregão realizado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira, 29, empresas de seringas e agulhas garantiram apenas 2,4% do material que o Governo Federal tentou comprar. Os insumos serão utilizados na campanha de vacinação contra a Covid-19 no País.

 

Dessa forma, o processo licitatório conseguiu apenas 7,9 milhões das 331 milhões que o Ministério se propôs a comprar. As empresas que participaram do pregão eletrônico reclamaram que o edital encomendava seringas e agulhas como um só produto, e que os preços estavam abaixo dos praticados no mercado.

 

No mesmo dia, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, informou que o Brasil deverá começar a sua campanha de vacinação entre os dias 20 de janeiro e 10 de fevereiro de 2021. Contudo, seria necessário que os fabricantes obtivessem o registro das vacinas junto à Anvisa.

 

As declarações do secretário foram uma resposta à alegação da farmacêutica Pfizer de que o Brasil exige “análises específicas” que deixam mais lento o processo para a aprovação do imunizante da empresa.

 

Apesar do Brasil ter contrato com a vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz, ainda não conseguiu aprovar o produto e iniciar a sua campanha de imunização.

 

Enquanto isso, dezenas de países já começaram suas campanhas de vacinação. Estados Unidos, China, Canadá, Rússia, assim como a União Europeia já começaram a imunizar suas populações. No mesmo dia em que o Brasil realizou o seu pregão eletrônico, a Argentina também começou sua campanha de vacinação.

 

(Com informações do G1)

K2_PUBLISHED_IN Saúde
K2_DATE_FORMAT_LC2

ATUALIZAÇÃO DA COVID 19

CENTRAL COE COVID-19 MINEIROS

 

Telefones (dúvidas, informações, triagem relacionadas ao COVID-19).
Segunda à sexta-feira, das 07 às 17h.
(64) 3661-0032, (64) 3661-0082, (64) 3661-0004, (64) 3661-0027


Atendimento 24h:
(64) 99269-7863
(64) 99268-9597
(64) 99283-1132

 

Veja o dados abaixo:

K2_PUBLISHED_IN Mineiros
Página 1 de 2