1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Menor desaparecido em GO pode ter marcado encontro pela internet

Por Eduardo Candido 18 Novembro 2011 Publicado em Polícia
Votao
(3 votos)
Lido 5143 vezes
Menino desaparecido Menino desaparecido TV Anhanguera

A polícia e os pais de Diego Martins Mendes, 15 anos, desaparecido desde a quarta-feira (9) da semana passada, acreditam que o adolescente tenha se envolvido com alguém que conheceu pela internet. Segundo o pai do garoto, o caminhoneiro Carlos Roberto Mendes, Diego é um adolescente de poucos amigos, mas bastante envolvido com as redes sociais.

Nesta sexta-feira (18), Carlos Roberto e a esposa Elisa Helena Martins estiveram pela terceira vez na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Aparecida de Goiânia. “Nós ficamos o dia todo atrás nas ruas procurando pelo meu filho. Eu nem durmo direito. Está sendo uma tortura”, relata o pai.

Embora ainda não tenha encontrado pistas no computador do jovem, a polícia acredita que chave para o desaparecimento possa estar na internet. “Nós acreditamos sim, em razão do segredo que ele procurava manter pela internet e pelo uso do computador, que ele pode ter conhecido alguém e pode ter se encontrado com essa pessoa no dia em que ele sumiu”, afirma a delegada Ana Elisa Gomes.

Câmeras de segurança do Colégio Militar Hugo de Carvalho Ramos, no Jardim Goiás, em Goiânia, mostram que o adolescente Diego Martins Mendes, 15 anos, desaparecido desde a quarta-feira da semana passada (9), esteve na instituição. O rapaz mora no Setor Rio das Pedras, em Aparecida de Goiânia, e foi até a escola se inscrever ao sorteio de uma vaga para o próximo ano.

Depoimento

Além dos pais, uma amiga e vizinha foi ouvida na DPCA. Ela foi a última a ver Diego no Terminal da Praça da Bíblia, no Setor Universitário, em Goiânia. Segundo a vizinha, o adolescente estava conversando com um homem que aparentava ter, aproximadamente, 40 anos.

“Um moço alto, branco, de boné, de mochila. E daí então ela [a vizinha] os viu descendo [Diego e o homem] a rampa e não o viu mais”, conta a mãe do adolescente, Elisa Helena.