1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

MINEIROS | Más condições da GO-306 prejudicam criadores de peru da região

Por Eduardo Candido 21 Novembro 2013 Publicado em Mineiros
Votao
(1 voto)
Lido 3740 vezes
GO-306 em ruínas GO-306 em ruínas Reprodução/TV Anhanguera

As péssimas condições da GO-306 estão causando transtornos e prejuízos a criadores de peru na região de Mineiros. Eles estão preocupados porque nesta época do ano a procura pelas aves aumenta, por causa do Natal.


A GO-306 liga o município de Mineiros a Chapadão do Céu e corta uma região onde existem 90 aviários de perus. É pela rodovia que passa boa parte da produção das aves até a indústria, na cidade.


Antônio Paulo Carvalho é um dos criadores. Há sete anos ele tem um núcleo com três aviários. Segundo o criador, no período chuvoso é comum os caminhões que transportam alimento para as aves ficarem atolados.


"Intransitável. Infelizmente a gente tido prejuízo. Não consegue tirar as aves, a ração não chega e mesmo quem está trafegando pela rodovia não consegue chegar no destino”, reclama Carvalho.


Segundo os agropecuaristas da região, em dias de chuva cerca 30 caminhões são resgatados em pontos onde existe bastante areia. Enquanto os veículos ficam parados, a produção na indústria de Mineiros fica comprometida.


O gerente de agropecuária Jossoni Guerra diz que os prejuízos na indústrias são imensos. "Duas mil pessoas paradas no abatedouro, esperando os perus, caminhões parados. Fábrica de ração parada porque não consegue expedir ração para os outros perus que não estão sendo carregados. Eu não tenho condição de calcular de quanto nós estamos falando, mas é um número absurdo", afirma.


Erosões
Pela estrada, erosões no acostamento e cerca de 64 quilômetros de muita terra. Quem passa pelo trecho sem asfalto da GO geralmente tem a mesma opinião sobre a estrada. "Ela precisa de reparos, não tem sinalização e tem muito buraco", diz o caminhoneiro João Batista.


Uma solução encontrada pelos produtores rurais da região foi a de fornecer o cascalho para que o estado recupere a rodovia. A Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) contratou o maquinário e a mão de obra, mas, de acordo com a empreiteira que está executando a recuperação, só serão recuperados 13 quilômetros de estrada.


Fonte: G1 Goiás