1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

SANTA RITA DO ARAGUAIA | Professora sofre acidente e policiais militares auxiliam no salvamento

Por Eduardo Candido 26 Outubro 2013 Publicado em Região
Votao
(1 voto)
Lido 1737 vezes

Promover a patrulha escolar é um serviço rotineiro realizado pela equipe de Policiais Militares do destacamento da 7ª CIPM de Santa Rita do Araguaia, composta pelo sargento Gutemberg e o soldado Flaviano.


E foi numa destas rondas no início da semana que os militares se depararam com uma triste situação. Os policiais avistaram a professora João Paula da Cruz (diretora de uma escola da cidade) quase sem fôlego apontando para três pessoas caídas ao chão. Era um acidente envolvendo duas crianças e sua mãe, a professora Carmelinda Maria dos Santos Silva. Carmelinda transportada suas filhas em uma bicicleta quando acabou caindo. Ela caiu com o rosto no asfalto, sangrava muito pela boca e nariz, teve dentes quebrados e uma fratura grave no rosto.


Os policiais militares fizeram os primeiros socorros, mantiveram Carmelinda acordada e evitaram que se afogasse com seu próprio sangue, que escorria pela garganta. Por medida de segurança, a professora não foi removida na viatura. Como a diretora não estava conseguindo resgate, um policial ficou zelando pela vida da professora e o outro foi atrás de uma ambulância.


Carmelinda foi levada para o Hospital Municipal de Alto Araguaia, juntamente com uma das filhas que também se machucou no acidente. A professora Carmelinda teve graves ferimentos no crânio e na mandíbula. Foi necessário realizar uma remoção de emergência para a cidade de Rondonópolis.


No hospital, constatou-se que uma das filhas havia quebrado o tornozelo, o que poderia ter sido até a causa do acidente, já que a menina pode ter colocado o pé acidentalmente e travado a roda da bicicleta. Ela também sofreu escoriações no rosto. A outra menina não se feriu, mas ficou bastante assustada.


Os policiais de Santa Rita do Araguaia ficaram bastante abalados e lamentaram o ocorrido. A rápida intervenção dos PMs foi a garantia de vida para a professora, que embora tenha ficado gravemente ferida, passa bem e não corre risco de morte, segundo os próprios militares.

Sargento Gutemberg e o soldado Flaviano                                                Foto: Sérgio Lopes News

policiaissantaritadoaraguaia


Fonte: Rádio Portal do Vale
Adaptações: Rádio Eldorado/Eduardo Candido