1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Mineiros: Os resultados das urnas provaram a seriedade do Instituto de Pesquisa da Unifimes, diz professora Ita

Por Eduardo Candido 29 Outubro 2012 Publicado em Mineiros
Votao
(1 voto)
Lido 2200 vezes
Reitora Ita de Fátima Assis Reitora Ita de Fátima Assis Bruna Souza

O pleito eleitoral deste ano se mostrou bastante agressivo e, até mesmo, antiético em relação a várias situações ocorridas em Mineiros. Uma situação especifica foi abordada no último Programa Sala do Povo, apresentado pelo jornalista e radialista Elias de Oliveira, na Rádio Eldorado.

A questão da credibilidade das pesquisas eleitorais realizadas pelo Instituto de Dados Estatísticos e de Pesquisas Socioeconômicas (INDEP) foi posta em cheque por diversas pessoas durante as eleições. Muitos criticaram negativamente e até pejorativamente as pesquisas. O INDEP, que é o instituto de pesquisas avançadas do Centro Universitário de Mineiros (Unifimes), fundado em 9 de novembro de 1991, foi vulgarmente avaliado, inclusive, como um instituto de “fundo de quintal” pelas más línguas.

No Sala do Povo da última sexta-feira (26), a reitora da Unifimes, professora Ita de Fátima Assis, o pró-reitor de administração e planejamento da Unifimes, Nilvan Barbosa e a coordenadora do INDEP, professora Marilaine de Sá Fernandes rebateram as diversas críticas negativas às pesquisas eleitorais.

A reitora da Unifimes ressaltou a atitude da instituição ao receber as infundadas críticas. “O Instituto foi bombardeado no decorrer da campanha eleitoral por várias vezes. Lá dentro houve até uma pressão para que viéssemos a público explicar que eles [os críticos às pesquisas eleitorais] estavam interpretando mal o instituto. Mas achamos por bem não falar nada. Continuamos assim com o trabalho. Nós não recuamos, pois tínhamos certeza do que estávamos fazendo. Deixamos de fazer, inclusive, várias pesquisas que foram demandadas, pois não tínhamos condições de atender as solicitações que chegaram lá, mas àquelas que foram possíveis de fazer, nós fizemos”, contou Ita.

Ita apontou que houve a tentativa de denegrir o INDEP, a Unifimes e todo o trabalho dos pesquisadores. “Por incrível que pareça, desde o início do Instituto todas as pesquisas que foram realizadas lá na Unifimes foram de acordo com o resultado final das eleições. Ocorre que às vezes as pessoas, naquela ansiedade de ser eleito ou não, começam a fazer má juízo. Nós ficamos preocupados, pois estas pessoas ficaram denegrindo o Instituto, que é sério. O mesmo está prestando um serviço para a sociedade. E não é somente no período eleitoral, pois prestamos serviço para a sociedade no dia-a-dia. O Instituto nasceu para isso. Então, toda essa crítica era para denegrir o Instituto e também a instituição [Unifimes]. Então, isso ficou muito ruim. As pessoas que trabalham lá dentro ficaram magoadas porque tentaram denegrir todo o trabalho. Mas nós mantivemos nossa firmeza e nosso trabalho e assim seguiremos adiante, pois temos certeza do que estamos fazendo é o certo e não vamos deixar de fazer. Portanto, os resultados das urnas provaram a seriedade do INDEP”, desabafou a professora Ita.

Ouça o Programa Sala do Povo nos seguintes links:
Parte 1Parte 2

Vida Nossa de Cada Dia
Produção de Spots