1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Mineiros: Promotor Henrique Golin ministra palestra sobre Direitos Humanos no 1º Seminário de Segurança Comunitária

Por Eduardo Candido 25 Agosto 2012 Publicado em Mineiros
Votao
(1 voto)
Lido 4733 vezes
Henrique Golin Henrique Golin Eduardo Candido/R. Eldorado

Os Direitos Humanos, objeto de pouco conhecimento e, até mesmo, de desprezo por parte de algumas pessoas, foi o tema da palestra ministrada pelo promotor de justiça Henrique Golin, que representou o Ministério Público no 1º Seminário de Segurança Comunitária. O encontro foi promovido pela Polícia Militar de Mineiros (7ª CIPM), em parceira com a Terceira Seção do Estado-Maior Geral (PM-3).

Leia também:
Polícia Militar promove Seminário de Segurança Comunitária nesta terça (21)


Em entrevista exclusiva à Rádio Eldorado de Mineiros (AM 790), Henrique Golin afirmou que a importância do diálogo com a sociedade em relação ao tema dos Direitos Humanos é inestimável. “A gente vê violações diárias dos Direitos Humanos e percebemos que os aparatos estabelecidos são insuficientes (as polícias, o Ministério Público, a justiça, entre outros). Eles são incapazes de fazer valer todos os direitos que nos cabem. Então, é preciso que a sociedade conheça esses direitos”, destacou o promotor.

Clique aqui e veja as fotos do encerramento do Seminário

Golin afirmou que é preciso que a sociedade se indigne sempre que os direitos humanos forem violados, seja por autoridades constituídas, seja por particulares. “É dever de todos nós observarmos os Direitos Humanos. É importante que a sociedade se mobilize para discuti-los, para melhorá-los, para melhorar os sistemas que tentam tirar os Direitos Humanos do papel, ou de uma mera declaração, para transformar eles em concretude na nossa vida”, avaliou Henrique.

O promotor salientou ainda o quanto foi importante a Polícia Militar levar o tema Direitos Humanos e Polícia para ser explicado no Seminário. “Acho que o passo que a Polícia Militar deu trazendo esse tema para a discussão da comunidade é fundamental, foi muito bom poder participar, na condição de representante do Ministério Público nesse debate, foi muito bom ouvir os anseios da comunidade, até para podermos, dentro daquilo que é possível, direcionar para melhor atender. Lembrando que a Polícia e o Ministério Público estão aqui para servir as pessoas", ressaltou Golin.

Pergunta que não quer calar
Promotor, com o atual panorama da sociedade mineirense (Eleições 2012), há uma necessidade de indignação maior?
Henrique: “Acredito que há necessidade de indignação tanto em Mineiros, como em todo o Brasil, mas temos que começar na casa da gente, ou seja, é em Mineiros que estamos. Então a sugestão à comunidade foi essa: que se indigne. Que busque conhecer os problemas locais, que busque saber o que nossos representantes estão fazendo por estes problemas e principalmente, nos momentos de eleição, busque dar a resposta para isso. Àquele que se importou, que trabalhou, que pretendeu mudar as coisas, ou que já tem um trabalho e agora pretende fazer isso utilizando os cargos públicos para nos representar, que ele tenha chance. Já aquele que não se importa, que não trabalha, aquele que já não tem mais fôlego, que seja a hora de fazermos a mudança que o Brasil precisa”.

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook