1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Fazendeiro perde R$ 480 mil após cair em golpe dos nudes, em Rio Verde (GO)

Por Lucas Silva 24 Junho 2022 Publicado em Polícia
Votao
(0 votos)

Um fazendeiro de Rio Verde, região sudoeste de Goiás, sofreu prejuízo de R$ 480 mil após cair em um golpe e enviar fotos íntimas para criminosos do Rio Grande do Sul, que se passavam por uma adolescente e por familiares dela, em uma rede social. Mesmo com receio de ser preso por acreditar que cometeu o crime de pedofilia, o homem foi até a delegacia e relatou a extorsão que havia sofrido, de janeiro a março deste ano. Na delegacia, o fazendeiro descobriu que havia caído em um golpe. Cinco suspeitos foram presos nesta quinta-feira (23), e outros três envolvidos seguem foragidos.

 

De acordo com a investigação das polícias civis de Goiás e do Rio Grande do Sul, a extorsão começou após criminosos, por meio de um perfil falso com fotos de uma jovem, trocar mensagens com o fazendeiro, de 30 anos. Dias após o início da troca de mensagens, a conversa ganhou cunho sexual e imagens eróticas foram enviadas.

 

Um dos criminosos se passou pelo pai da garota, entrou em contato com a vítima e informou que filha era menor de idade. Disse ainda que a adolescente havia sofrido danos psicológicos, por causa do constrangimento provocado pelas mensagens e imagens, e havia cometido suicídio. Diante do suposto transtorno, o falso pai exigiu que o fazendeiro realizasse transferências bancárias para que o dano psicológico e moral da garota fosse reparado. Por acreditar que não seria denunciado por pedofilia, o fazendeiro depositou o valor.

 

Conselheiro tutelar, delegado e advogados

 

Dias após a primeira transferência, os criminosos voltaram a entrar em contato com a vítima, mas, dessa vez, alegavam ser delegados, conselheiros tutelares e advogados. Para auxiliar no golpe, a quadrilha fabricava carteiras da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e carteiras funcionais de delegados, que eram enviadas para o fazendeiro. Com promessas de que livraria a vítima dos supostos delitos relacionados a pedofilia que teria cometido, os criminosos solicitaram novas transferências.

 

Durante os três meses de extorsão, foram realizadas mais de cinco transferências com altos valores solicitados pelos agentes públicos, que resultaram em um prejuízo de R$ 480 mil.

 

Caiu em golpe

 

O fazendeiro procurou a delegacia de Rio Verde, informou os fatos e admitiu o receio de ser preso por pedofilia. Contaram a ele que ele havia caído em um golpe aplicado por estelionatários de Novo Hamburgo, Taquara e São Leopoldo (cidades gaúchas). Alguns membros da organização eram detentos do presídio de Novo Hamburgo.

 

Até o momento, 12 mandados de busca e apreensão foram cumpridos no Rio Grande do Sul. Os cinco presos foram encaminhados para unidades prisionais das cidades onde foram localizados e devem responder por estelionato e extorsão. As investigações continuam, a fim de localizar outros três foragidos e identificar novas vítimas.

 

Mais Goiás

Instagram Radio EldoradoTwitter Radio Eldorado

 

Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

Real Pax