1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Número de vítimas do “golpe da lista telefônica” cresce 120% em Goiás, diz Procon

Por Lucas Silva 30 Abril 2021 Publicado em Estado
Votao
(0 votos)
Lido 247 vezes

O Procon Goiás verificou um aumento de 120% no número de vítimas do golpe da “lista telefônica” de janeiro a abril deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo o órgão, o golpe é antigo mas está enganando pessoas numa versão mais “moderna”.

 

O golpe, que atinge, sobretudo, microempresários e os microempreendedores individuais, acontece da seguinte forma: em um primeiro contato com as vítimas, os criminosos se apresentam como editores de listas telefônicas ou empresas de publicidade e pedem a “atualização dos dados cadastrais” para renovar, de forma gratuita, os “cadastros das empresas em sites de busca ou nas listas telefônicas on-line”.

 

Em posse dos dados, os golpistas enviam um contrato por e-mail pedindo o reenvio dele carimbado ou assinado. O documento, segundo o Procon, traz os dados da empresa mas, em letras bem pequenas, mostra um valor a ser pago, normalmente dividido em 12 vezes.

 

Após sete dias, que é o prazo para o arrependimento, os golpistas passam a se apresentar como funcionários de cartórios e a cobrar a vítima, ameaçando protestar a empresa caso o título não seja pago.

 

De acordo com o superintendente do Procon Goiás, Alex Augusto Vaz Rodrigues, muitos têm receio de denunciar as empresas que praticam o golpe ou demoram a entender que foram vítimas de um crime. O superintendente destaca que cartórios de protesto “não costumam entrar em contato com as pessoas, tampouco prestam esse serviço de cobrança”.

 

Fonte: Mais Goiás

Relatar itens (por tag)