1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Familiares de presos cobram direito de visitas em presídios de Goiás

Por Antônio Filho 31 Julho 2020 Publicado em Estado
Votao
(0 votos)
Lido 73 vezes
Reprodução Reprodução Reprodução/ Mais Goias


Familiares de presos realizaram, na manhã desta sexta (31/07), uma manifestação em frente à Escola Superior de Administração Penitenciária, na capital Goiânia.


As mulheres cobram o direito a visitas nos presídios de Goiás, que foram suspensas por conta da pandemia da Covid19.


Elas criticam a forma como são tratadas e a falta de informações sobre os internos.


Segundo revela uma manifestante, que preferiu não ser identificada, os familiares não veem os detentos desde março, quando as visitas foram suspensas para evitar a propagação da covid-19 no sistema penitenciário goiano. Desde então, os parentes têm sofrido, já que, conforme expõe ela, as informações sobre os presos são escassas.


“A gente só está pedindo para que a lei de execução penal seja cumprida. Visita é direito do preso. Tudo voltou a funcionar. Os bares e restaurantes estão cheios, o comércio está lotado.


Tudo voltou ao normal, menos as visitas aos detentos. Queremos um retorno, nem que seja visita virtual”.


A mulher ainda ressalta que a tentativa de evitar a entrada da covid-19 no sistema penitenciário falhou. “Não adiantou, infelizmente. Muitos presos foram contaminados, muitos sequer foram testados. Tem gente que já pegou e foi curado. Eles estão lá porque cometeram crimes, mas são seres humanos. Não queremos mordomia, queremos que a lei seja cumprida”.


Dados da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) mostram que há 410 casos confirmados em presídios de Goiás.


Segundo o órgão, 324 estão curados, 82 em isolamento e apenas uma pessoa está internada. Até agora foram registrados três óbitos pela doença.


Fonte: Mais Goias (com adaptações)

 

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado2