1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Após aval tardio do STF, Lula não irá a São Bernardo do Campo, diz advogado

Por Marcelo Justo 31 Janeiro 2019 Publicado em Polícia
Votao
(0 votos)
Luiz Inácio (PT) Luiz Inácio (PT) Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não saíra da prisão para encontrar com os familiares após o sepultamento do irmão, Genival Inácio da Silva, conhecido carinhosamente por 'Vavá' em São Bernardo do Campo (SP).


Apesar do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, ter autorizado a ida do ex-presidente, nesta quarta-feira (30/01), o advogado de Lula declarou que a decisão foi tardia e inviável de ser cumprida, uma vez que o irmão do ex-presidente já havia sido sepultado.


A autorização ocorreu minutos antes do sepultamento de Vavá.


Na decisão, Toffoli autorizou que Lula deslocasse para a unidade militar na região do ABC, em São Paulo, para encontrar-se com família.


O advogado do ex-presidente, Manoel Caetano Ferreira concedeu entrevista coletiva à imprensa, na porta da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.


“A primeira observação é que a decisão chegou muito tardiamente, a decisão é inviável e impossível de ser cumprida e, segundo, ela estabelece condições que jamais o presidente aceitaria, principalmente essa, ele não se submeteria em se encontrar com a sua família em um quartel e em uma unidade militar”.


Vavá, irmão de Lula, morreu na terça-feira (29), aos 79 anos, vítima de câncer.


O corpo foi velado durante a manhã desta quarta, no Cemitério Paulicéia, em São Bernardo do Campo. Ouça áudio abaixo.


Rádio Eldorado, com informações da Agência do Rádio

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado1

Mídia