1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

13 estados e DF elegem governadores para os próximos 4 anos

Por Marcelo Justo 30 Outubro 2018 Publicado em Política
Votao
(0 votos)
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativa Reprodução

Estreante na política, o advogado Ibaneis Rocha (MDB) foi eleito neste domingo (28/10) governador do Distrito Federal (DF).


Ele derrotou o candidato à reeleição Rodrigo Rollemberg (PSB). Enquanto Ibaneis alcançou 69,79% dos votos (1.042.574), Rollemberg atingiu 30,21% (451.329).


A senadora Fátima Bezerra (PT) foi eleita governadora do Rio Grande do Norte com 57,60% dos votos (1.022.910).


Ela disputava com o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo (PDT), que ficou com 42,40% (753.035).


A senadora será a única mulher a governar um estado brasileiro na próxima legislatura.


Romeu Zema Neto (Novo) foi eleito governador em Minas Gerais com 71,80% dos votos (6.963.806).


O empresário derrotou o senador e ex-governador Antonio Anastasia (PSDB), que teve 28,20% dos votos (2.734.452).


Apesar de ter perdido no estado, Anastasia ainda permanece no Senado por mais quatro anos.


Em Santa Catarina, o governador eleito foi o Comandante Moisés (PSL). Essa foi a primeira disputa eleitoral dele.


Moisés conseguiu 71,09% dos votos (2.644.179) e derrotou Gelson Merisio (PSD), que recebeu 28,91% dos votos.


Merisio foi presidente da Assembleia Legislativa catarinense de 2010 a 2016.


Belivaldo Chagas (PSD) foi eleito governador de Sergipe com 64,72% (679.051).


A disputa do 2º turno das eleições foi contra Valadares Filho, do PSB, que teve 35,28% dos votos (370.161).


Belivaldo tem 58 anos e é natural de Simão Dias. Defensor público aposentado, ele exerceu o cargo de vice-governador do estado por dois mandatos.


Waldez Góes (PDT) continua como governador do Amapá por mais quatro anos.


O candidato foi reeleito no segundo do turno com 52,35% da preferência do eleitorado.


A disputa foi contra o candidato Capi (PSB), que teve 47,65% dos votos (174.540). Waldez vai assumir o quarto mandato como chefe do Executivo estadual.


Em primeira disputa eleitoral, Wilson Witzel (PSC) foi eleito governador do Rio de Janeiro.


A disputa foi ganha em cima do ex-prefeito da capital fluminense Eduardo Paes (DEM).


O resultado ficou 59,87% (4.675.355) a 40,13% (3.134.400). Witzel passou boa parte do primeiro turno com menos de 5% das intenções de voto, no entanto, se manteve a frente durante o segundo turno.


João Dória (PSDB) ganhou a disputa ao governo do estado de São Paulo contra Márcio França (PSB), que tentava a reeleição.


Dória é ex-prefeito da capital paulista e agora vai assumir o Executivo estadual pelos próximos quatro anos.


O resultado das urnas apontou Dória com 51,75% dos votos (10.990.350), e França com 48,25% (10.248.740).


Já no Mato Grosso do Sul, o atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foi reeleito neste domingo com 52,35% dos votos (677.310).


Desde o primeiro turno que Azambuja assumia a liderança das intenções de voto. O adversário derrotado foi Juiz Odilon (PDT), que terminou a disputa com 47,65% dos votos (616.422).


Em Rondônia, o governador eleito foi o Coronel Marcos Rocha (PSL), com 66,34% dos votos (530.188).


Segundo colocado na disputa do primeiro turno, ele superou os votos de Expedito Junior (PSDB), derrotado no segundo turno das eleições com 33,66% dos votos (269.032).


Wilson Lima (PSC) foi eleito o novo governador do Amazonas com 58,50% (1.033.950).


Ele derrotou Amazonino Mendes (PDT), que tentava a reeleição e ficou com 41,50% dos votos (733.366).


Wilson Lima, que é jornalista, saiu do PR e filiou-se ao PSC em março deste ano.


Eduardo Leite (PSDB) será o novo governador do Rio Grande do Sul. Ele foi eleito neste domingo após vencer José Ivo Sartori (MDB).


Eduardo, que teve 53,62% dos votos (3.128.317), disse que vai ser merecedor da confiança dos que votaram nele.


Sartori, que atingiu 46,38% dos votos (2.705.60), disse que “o povo gaúcho entendeu que a mudança precisava de renovação”, e que aceita a decisão do povo.


Já no Pará, Helder Barbalho derrotou Márcio Miranda (DEM) e se tornou o novo governador do estado.


O resultado final foi 55,43% (2.068.319) a 44,57% (1.663.045) a favor de Helder.


O último estado a ter o vencedor estabelecido foi Roraima. Lá, o candidato do PSL, Antonio Denarium, foi eleito com 53,34% (136.612) dos votos.


O segundo lugar ficou com José de Anchieta (PSDB), que teve 46,66% (119.489 ) dos votos. Ouça áudio abaixo.


Rádio Eldorado, com informações da Agência do Rádio

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado1

Mídia