1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

App vai monitorar em tempo real preços de combustíveis em postos de Goiás

Por Marcelo Justo 11 Julho 2018 Publicado em Tecnologia
Votao
(0 votos)
Lido 146 vezes
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativa Reprodução/TV Anhanguera

Um aplicativo, criado pelo Ministério Público Estadual de Goiás (MP-GO) em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG), vai monitorar em tempo real o preço dos combustíveis no estado.


Chamado de “Olho na Bomba”, o projeto começou, nesta segunda-feira (09/07), a receber o cadastro de donos de postos.


Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto) informou que é contra o projeto pois, segundo a instituição, essa medida é uma forma de multar empresários que esqueçam de atualizar o aplicativo.


Segundo o promotor Rômulo Corrêa, promotor de justiça do Centro de Apoio Operacional (CAO) do Consumidor, os donos e responsáveis por postos de combustíveis têm até o dia 8 de agosto para fazer o cadastro por meio do site do Sistema Olho na Bomba, disponível no portal do MP-GO.


Ele afirmou que o objetivo é não só ajudar o consumidor a encontrar locais onde o produto é vendido a preços menores, como também combater eventuais fraudes. “Nós, então, poderemos acompanhar todo o gráfico de modificações de preços, que vai ajudar aos órgãos públicos tanto no combate às eventuais práticas de cartel, quanto em reajustes abusivos”, disse o promotor.


Para cadastrar um estabelecimento, clique aqui.


A superintendente Estadual do Procon Goiás, Darlene Araújo, afirmou que a ferramenta será monitorada pelo órgão e, caso haja divergência entre o informado ao sistema e o preço real praticado, o posto poderá ser multado.


“Se o posto não informar correto, se no aplicativo estiver um valor e no posto outro, já é motivo de autuação”, afirmou.


O prazo de cadastro foi estipulado pelo procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres Neto, em um ato que instituiu o Sistema Olho na Bomba.


O documento estabelece a forma como os dados e os preços serão repassados ao MP-GO.


Fonte: G1 Goiás (com adaptações)

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado1