1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Goiás confirma 32 casos e está em estado de alerta para H1N1, diz Saúde

Por Marcelo Justo 28 Março 2018 Publicado em Saúde
Votao
(0 votos)
Lido 268 vezes
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativa Reprodução

A Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) está em estado de alerta para evitar o aumento no número de casos de H1N1.

 

Até esta terça-feira (27/03), foram confirmados 32 casos da doença, sendo duas mortes.


Os dois óbitos ocorreram em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia, onde houve surto da doença no Hospital Vila São Cottolengo.


"Goiás está em estado de alerta para tentar evitar uma epidemia. Foram feitas reuniões e capacitações para reforçar as ações e tentar evitar o alastramento de casos de influenza A”, disse a médica da Área Técnica de Influenza da SES-GO, Samanta Furtado.


De acordo com a SES-GO, Goiânia é a cidade com mais registros de H1N1. Ao todo, sete cidades tiveram casos de influenza A:


Goiânia - 14 casos
Trindade - 10 casos
Aparecida de Goiânia - 3 casos
Jaupaci - 2 casos
Anápolis - 1 caso
Caturaí - 1 caso
Hidrolândia - 1 caso


A secretaria analisa outros 77 casos suspeitos de H1N1. Também estão em investigação quatro mortes.


Em 2017 não houve mortes causadas em virtude do vírus. No entanto, um caso foi confimado e outros dois seguem em análise pelo órgão. Já em 2016, 90 pessoas morreram por causa da doença.


Influenza A
A médica explica que há dois tipos em circulação de influenza A: o H3N2 e o H1N1. Apesar de serem parecidos, o segundo é o que traz mais preocupação para a equipe.


"Não tem diferença nos sintomas. Nosso receio maior é do H1N1 porque está mais recente em circulação. O H3N2 tem mais tempo em circulação e, desde 78, não tem grandes mutações", explicou Samanta.


Fonte: G1 Goiás (com adaptações)

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado1