1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Goiás terá novas praças de pedágio em seis rodovias estaduais

Por Marcelo Justo 08 Fevereiro 2018 Publicado em Estado
Votao
(0 votos)
Lido 175 vezes
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativa Reprodução/Mais Goiás

Seis rodovias estaduais serão equipadas com praças de pedágios, em Goiás.


A decisão se deu após o governador Marconi Perillo (PSDB) sancionar, na última segunda-feira (05/02), lei que dá ao Poder Executivo o direito de conceder trechos das rodovias GO 010, 020, 060, 070, 080 e 213 à iniciativa privada.


De acordo com o texto publicado no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (7), as concessionárias vencedoras da licitações ficarão responsáveis pelos serviços de operação, manutenção, conservação, monitoramento e implantação de obras de infraestrutura e outra melhorias nas rodovias privatizadas.


Veja os trechos que serão privatizados:


Trecho Total de Km’s
GO-010
Goiânia - Entrocamento com a GO-330 (54 KM)


GO-020
Goiânia/Bela Vista/Cristianópolis/Pires do Rio/Catalão (251 KM)


GO-060
Goiânia/São Luís de Montes Belos/Iporá/Piranhas (309 KM)


GO- 070
Goiânia/cidade de Goiás (118 KM)


GO-080
Goiânia/São Francisco de Goiás - Entroncamento da BR-153 (91 KM)


GO- 213
Morrinhos/Caldas Novas (61 KM)


O trecho entre Morrinhos – Caldas Novas deverá ser o primeiro a ser duplicado e o prazo de cumprimento das obras será de dois anos após assinatura do contrato.


O trecho de Bela Vista – Cristianópolis e o trecho entre Trindade – São Luís dos Montes Belos deverão ser duplicados em até três anos após assinatura.


Já o trecho entre Cristianópolis e Pires do Rio deverá ser duplicado em cinco anos. Já o prazo de duplicação do trecho entre São Luís dos Montes Belos e Iporá será de seis anos. Oito anos será o limite para a realização da duplicação entre Pires do Rio e Catalão.


A concessão do trecho da GO-080 fica condicionado à realização de uma nova rodovia, pela concessionária vencedora, entre a BR-153 e a GO-080.


As praças de pedágios têm que ficar em um limite superior a 30 quilômetros de distância entre uma e outra, a partir da divisa de Goiânia com os demais municípios.


Ainda de acordo com a publicação, o governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop), ficará responsável pela realização e organização do certame licitatório, bem como a fiscalização sobre os serviços realizados nas rodovias.


Os contratos terão validade de 35 anos e poderão ser renovados caso atendam as exigências estabelecidas pelo governo.


Preço
O texto não cita o valor específico, mas ressalta que as tarifas e regras de ajustes e revisão serão fixadas nas conformidades do edital.


Na publicação, fala-se também que os reajustes se darão anualmente e que variarão de acordo com as funções, características e dos custos específicos dos serviços de cada rodovia.


O estado de conservação da rodovia também pesará no reajuste.


Fonte: Mais Goiás (com adaptações)

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado1