1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Defesa de Lula ingressa com habeas corpus preventivo no STF

Por Marcelo Justo 04 Fevereiro 2018 Publicado em Política
Votao
(0 votos)
Lido 185 vezes
Luiz Inácio Luiz Inácio Fernando Frazão/Agência Brasil

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ingressou nesta sexta-feira (02/02) no Supremo Tribunal Federal (STF) com um pedido para que ele não seja preso até a decisão definitiva sobre o processo em que foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, referente ao caso do triplex de Guarujá (SP).


No habeas corpus, os advogados do ex-presidente querem que o pedido seja analisado diretamente pela Segunda Turma do STF e não primeiro pelo relator da Operação Lava Jato na Corte, Edson Fachin.


Além de Fachin, integram a Segunda Turma os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.


No último dia 24, por unanimidade, a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manteve a condenação de Lula determinada pelo juiz federal Sérgio Moro e ampliou a pena de prisão do ex-presidente de 9 para 12 anos.


Embora ainda possa recorrer da decisão ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao STF, Lula pode ser preso ao se esgotarem os recursos ao TRF-4.


De acordo com decisão do próprio Supremo em outubro de 2016, réus condenados podem ser presos após esgotados os recursos em um tribunal de segunda instância - caso do TRF.


Um dia após a condenação, o PT lançou a pré-candidatura de Lula à Presidência da República.


Caso o habeas corpus não seja concedido pelo STF, a defesa pede que pelo menos se aguarde o julgamento do caso pelo STJ, corte de terceira instância e imediatamente abaixo do STF.


Fonte: G1 Brasília (com adaptações)

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado1