1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Em 2017, mais de sete mil animais foram resgatados em Goiás

Por Marcelo Justo 22 Janeiro 2018 Publicado em Estado
Votao
(0 votos)
Lido 104 vezes
Coruja Coruja Reprodução/Mais Goiás

Em 2017, um número próximo de 7,2 mil animais foram resgatados em todo o Estado.


Deste total, 60% eram espécies silvestres. Os dados são do Corpo de Bombeiros de Goiás, que realiza a maior parte dos resgates de bichos que aparecem próximos à cidades ou mesmo dentro de casas, condomínios e vias urbanas.


As espécies encontradas com mais frequência, segundo o biólogo, são aves, serpentes e pequenos mamíferos.


“Nós vivemos em uma região entranhada no Cerrado, que é muito rico em fauna, por isso a aparição de animais silvestres é tão comum. Contudo, os pássaros e as cobras são mais facilmente encontrados, pois seu deslocamento é mais simples e há maior número de espécies desses animais”, explica.


Um levantamento realizado no ano passado pela Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) corrobora com a explicação de Renato, pois mostra que, apenas em Goiânia, mais de 80 espécies diferentes de aves podem ser encontradas, tanto aquelas que habitam a região, como aquelas cuja cidade faz parte de sua rota de deslocamento e reprodução. Apesar da maioria, os pássaros não são os únicos.


A bióloga da AMMA, Vanessa Carolina de Castro, elenca alguns animais que são vistos com frequência no Estado: capivaras, macacos, gambás, cutias, quatis, tamanduás e as cobras cipó e jibóia.


Ela explica que essas espécies procuram a cidade em busca de alimento e abrigo, sobretudo no período chuvoso e durante secas prolongadas.


“No período chuvoso, muitas tocas são inundadas e por isso as cobras são bastante frequentes. Já durante a seca, os animais buscam alimentos e as vezes chegam à cidade fugindo de incêndios”, conta a bióloga.


Fonte: Mais Goiás (com adaptações)

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado1