1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Mais de 22 milhões de animais devem ser vacinados na 1ª etapa da Campanha contra Febre Aftosa

Por Marcelo Justo 26 Abril 2017 Publicado em Economia
Votao
(0 votos)
Lido 253 vezes
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativa Reprodução/Mais Goiás

Começa na próxima segunda-feira, dia 1º de maio, a 1ª etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa.


Segundo a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), a campanha vai até o dia 31 de maio e durante este período devem ser vacinados todos os animais bovinos e bubalinos existentes em propriedades rurais do Estado de Goiás.


Também devem ser vacinados contra a raiva todos os animais herbívoros, incluindo equídeos e caprídeos, de todas as idades, dos 121 municípios considerados de alto risco, cuja lista pode ser encontrada no site da Agrodefesa.


Na oportunidade da declaração de vacinação da aftosa, o produtor deve fazer a comprovação (apresentar atestado) semestral da vacinação contra brucelose do total de fêmeas de bovinos e bubalinos até oito meses de idade, no prazo de até 31 de maio.


De acordo com a Gerência de Sanidade Animal da Agrodefesa, nessa etapa devem ser vacinados mais de 22 milhões de bovídeos. A Declaração de Vacinação deve ser encaminhada para a Agrodefesa até o quinto dia útil após o fim da campanha, o que pode ser feito online, no site da Agência, ou mediante formulário impresso.


O pecuarista que não imunizar seus animais, além da multa compulsória e bloqueio da propriedade, terá que fazer a vacinação assistida por fiscais da Agrodefesa. A autuação será de R$ 7,00 por animal, ou R$ 14,00 em caso de reincidência. A aquisição das vacinas pelo produtor, obrigatoriamente, deve estar acobertadas por Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), emitida no ato de retirada do medicamento.


A Portaria nº 232/2017, que regula a 1ª etapa anual de vacinação proíbe a realização de leilões virtuais ou presenciais de bovino e bubalinos no período de 29 de abril a 8 de maio, tendo em vista o período de carência da vacina.


Fica proibida no período de 30 de abril até 8 de maio, a presença de bovinos e bubalinos em feiras agropecuárias em todo o Estado. Após esse prazo, a entrada de animais nesses eventos se fará mediante comprovação de vacinação e a devida observância dos prazos de carência.


Durante o calendário oficial, o trânsito será proibido para entrada e saída de animais, cuja propriedade de origem e destino ainda não esteja com todo o rebanho vacinado ou declarado.


Fonte: Mais Goiás (com adaptações)

000-A-Banner WhatsAppecontatos-RadioEldorado

FAMP
Produção de Spots
camara-em-destaque
Vida Nossa de Cada Dia