1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Governo nega que exonerações vão impactar os serviços dos Vapt Vupt em Goiás

Por Marcelo Justo 06 Fevereiro 2017 Publicado em Estado
Votao
(0 votos)
Lido 857 vezes
Vapt Vupt Vapt Vupt Reprodução

06/02 - 10h02 - Esclarecimento

Por telefone, a assessoria do governador relatou a equipe de jornalismo da Rádio Eldorado que de fato foram realizado redução de servidores em algumas unidades dos vapt vupts.


Entretanto, a assessoria garantiu que os serviços prestados pelas unidades no estado não estão e nem serão prejudicados, conforme informação publicada anteriormente (07h21) desta segunda-feira (06/02) em nosso portal (www.eldorado790.com.br).


Rádio Eldorado, com informações da Assessoria de Governo

 

06/02 - 07h21 - Publicação
Sem previsão de voltar à normalidade, unidades do Vapt Vupt em Goiás estão com atendimento comprometido após a exoneração de comissionados.


O problema ocorre desde o início de janeiro, mas agravou-se nesta semana após o governo estadual concluir a recondução de servidores e fazer o corte de 20% (1.388) dos cargos de assessor especial, assistente de gabinete e supervisor. Essa redução segue decreto do governador Marconi Perillo (PSDB) publicado no final do ano passado.


Além da medida do governo, que faz parte do Programa de Austeridade pelo Crescimento, ocorreram também reduções no quadro pela troca das administrações municipais. Como resultado, a população está sem atendimento para alguns serviços e enfrenta maior tempo de espera em algumas unidades.


Na cidade de Goiás, por exemplo, aviso foi afixado na entrada para informar falta de profissionais para atender Ipasgo, Detran, Agrodefesa, Procon, Banco do Povo, emissão de certidão negativa e CPF.


“Até atendimento na recepção está em falta e complicou todas as áreas”, informou um servidor que não quis se identificar.


Em Catalão, a demissão de quatro pessoas prejudicou serviços no Detran, para empréstimo consignado e Ipasgo, que está sem atendente há mais de uma semana. Goianésia e Planaltina de Goiás também estão na lista das cidades que sofrem com déficit.


Mesmo onde os serviços seguem sem alteração, há temor de transferências. Ao todo, o quadro foi reduzido em cerca de 13%.


Em nota, o Vapt Vupt informou que a redução de servidores ocorreu devido ao programa estadual aprovado pela Assembleia Legislativa em dezembro e a Superintendência de Gestão adotou.


“NOTA À IMPRENSA
Medidas para manter a reconhecida qualidade dos serviços prestados, tais como a realocação de servidores e alterações nas escalas em todo o Estado”.


A nota não diz, porém, quando os serviços suspensos voltam as unidades com problemas.


Fonte: O Popular/Katherine Alexandria (com adaptações)

000-A-Banner WhatsAppecontatos-RadioEldorado

FAMP
Produção de Spots
camara-em-destaque
Vida Nossa de Cada Dia