1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Início da safra de cana de açúcar sofre impactos com baixo volume de chuvas

Por Marcelo Justo 07 Junho 2016 Publicado em Agricultura
Votao
(0 votos)
Lido 277 vezes
Cana-de-açúcar Cana-de-açúcar Reprodução

A safra de cana-de-açúcar 2016/17 na região Centro-Sul vem sofrendo impactos devido aos baixos índices de chuvas no início desta temporada. Entre os meses de março e abril, o volume pluviométrico foi de 182,9 mm, 24,3% abaixo da média histórica.


De acordo com o presidente da DATAGRO, Plinio Nastari, este menor volume de precipitações já influenciou o desenvolvimento da cana. “Para o bom desempenho o clima ideal é o quente e úmido no verão, e frio e seco no inverno. Sendo assim, a temperatura e a precipitação são elementos fundamentais para o crescimento fisiológico da cana-de-açúcar”, explica o presidente.


Porém, o clima mais seco, neste período, resultou na formação de internódios (termo botânico, que designa o intervalo entre o crescimento do caule da planta) mais curtos. “Este fator prenuncia uma produtividade menor para as canas a serem colhidas no final da safra”, afirma Nastari.


Ainda com a baixa umidade no solo, a execução do plantio deverá ser parcialmente compensada por produção da cana de 12 meses, que é menos produtiva.


Mesmo diante deste cenário, DATAGRO prevê que os resultados finais de produção deverão ser positivos. “Para 2016/17, a moagem de cana na região Centro Sul pode atingir a 625 milhões de toneladas de cana. Enquanto, na safra 2015/16 o processamento total foi de 623,19 milhões de toneladas”, analisa o executivo.


Fonte: Famasul (com adaptações)

001-A-Banner WhatsAppecontatos-RadioEldorado

FAMP
Produção de Spots
camara-em-destaque
Vida Nossa de Cada Dia