1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Uma família de Jataí espera com alegria e ansiedade o início das aulas na Universidade Federal de Goiás (UFG) na próxima segunda-feira (27). Um integrante da família foi aprovado no vestibular para o curso de geografia da instituição. O fato de Kallil Assis Tavares, de 21 anos, ter síndrome de Down torna a conquista ainda mais expressiva.

Ele é o primeiro aluno com síndrome de Down a passar em um vestibular da UFG. O estudante não teve correção diferenciada. Ele concorreu de igual para igual com os outros candidatos. “A única vantagem concedida foi ter alguém para ler a prova para ele e a prova com letras maiores, porque ele tem baixa visão”, explica a mãe do calouro, a pedagoga Eunice Tavares.

Ela conta que a escolha do curso e a decisão de prestar o vestibular foram do estudante. “Desde o início do ensino médio ele já começou falar que prestaria vestibular para geografia”, diz.

Por enquanto, o passatempo de Kallil é ver os mapas no computador, mas essa rotina está com os dias contados. A matrícula já foi feita e as aulas começarão na próxima semana.

A irmã mostra o boletim escolar do garoto. As notas comprovam que Kallil sempre foi estudioso. Segundo Camila Assis, ele sempre gostou de estudar. “Ele sempre gostou de fazer as tarefas e de chegar com elas prontas na escola”, relata.

Para quem pensa que Kallil parou por aí ele surpreende mais uma vez. O jovem faz planos para aprender a dirigir e tirar a carteira de motorista.

“A cada dia ele supera os obstáculos que vão surgindo e que sempre existem. Ele tem superado. Ele vai superar todos”, afirma Eunice.

A coordenação do curso de geografia da UFG, em Jataí, vai discutir a acessibilidade do estudante no campus da universidade durante uma reunião de planejamento do ano letivo, que acontece nesta quinta-feira (23).

Fonte: G1 Goiás

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Região

A chuva e o vento de ontem causaram estragos no Aeroporto de Jataí. Parte do lugar onde ficam os aviões caiu. A cobertura do galpão foi arrancada pelo vento.

Os destroços voaram longe e caíram na BR-158. A rodovia ficou interditada nos dois sentidos. O congestionamento chegou a mais de dez quilômetros.

Segundo o corpo de bombeiros o vento chegou quase 200 quilômetros por hora. Um carro que passava na rodovia na hora da chuva foi atingido. No veículo estava uma família que saiu de Rio Verde (GO) para passar o feriado em Barra do Garças (MT). Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

Por causa do risco de desmoronamento do restante da estrutura, a área foi isolada pelo Corpo de Bombeiros. Duas aeronaves que estavam dentro do hangar, não foram atingidas.

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Região

A GO-184, próximo a Jataí, tem 70 quilômetros de trecho sem asfalto. Esse é um problema que os agricultores às margens da rodovia vêm enfrentando há anos. Sem estrutura para suportar o peso das carretas que fazem o transporte dos grãos, a estrada fica ainda pior no período da chuva.

Devido à má conservação da GO-184, os caminhoneiros estão se recusando a fazer o transporte da safra. Os que se arriscam a fazer os fretes são obrigados a enfrentar uma estrada completamente esburacada e cheia de lama. Com a pista escorregadia muitos trafegam em zigue-zague e em muitos pontos, o atoleiro chega a meio metro de profundidade.

Irritados com a situação da GO-184, os caminhoneiros alegam que a estrada ruim encarece o transporte e atrasa a viagem. “Quando a estrada está boa é bastante rápido, agora nessa situação às vezes a gente leva dias”, conta o caminhoneiro Samuel Justino de Oliveira.

“É muito buraco e a mercadoria cai. Então, é prejuízo para nós porque desconta do nosso bolso”, completa o também caminhoneiro Wagner Acássio Pereira.

A assessoria de imprensa da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) informou que as equipes já estão trabalhando nas rodovias não pavimentadas da região. São mais de 600 quilômetros de estradas de terra. As obras seguem um cronograma e os reparos na GO-184 devem ser feitos até o final deste mês.

Fonte: G1 Goiás

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Agricultura

Um cadáver foi encontrado dentro de uma residência em Jataí, na última sexta-feira (10). Informações da vizinhança levaram os policiais até o corpo, que já estava em estado avançado de decomposição. De acordo com populares, um forte odor exalava de dentro da casa, localizada na Rua 8, Setor Sodré.

A Polícia Militar foi ao local averiguar os fatos. Ao chegar, os policiais tiveram que arrombar a porta da casa. Quando abriram a porta, encontraram o cadáver. De acordo com laudo preliminar da perícia, tudo indica que a morte seria por causa natural.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaodepoliciajti.com

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Região

Um Golf foi parar na traseira de um caminhão na manhã desta quinta-feira (9). As causas do acidente ainda não foram totalmente esclarecidas, mas tudo indica que o motorista do Golf teria tido sua visão ofuscada pelo reflexo do sol e colidido com o caminhão.

O acidente ocorreu na Avenida das Primaveras, próximo ao círculo militar, em Jataí. As duas pessoas que estavam no Golf foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e encaminhadas ao Centro Médico. A princípio, eles teriam sofrido apenas leves escoriações. O motorista do caminhão não foi localizado.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaodepoliciajti.com

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook


K2_PUBLISHED_IN Região

A Polícia Militar fechou uma ‘boca de fumo’ hoje (8) pela manhã. No local, uma residência, teria até porteiro para fazer o controle de saída e entrada de pessoas. Ao verem um conhecido dependente químico entrando em na casa, os policiais acharam aquela movimentação um tanto estranha e resolveram fiscalizar a residência.

No local, os policiais encontraram vários usuários de drogas e, nos fundos da residência, abordaram o proprietário da casa e um assistente. Os dois estavam pesando e embalando drogas para serem comercializadas. O dono da casa ainda conseguiu fugir, mas o ajudante foi detido pelos policiais.

Os policiais conseguiram deter pelo menos sete pessoas envolvidas no tráfico de entorpecentes, entre usuários e suspeitos de praticarem o tráfico. Trata-se de Viviane Alves Rodrigues, de 28 anos, um menor (G. P. D. S.), de 14 anos, Cleber Oliveira Alves, de 34 anos, Junior Alves da Silva, de 32 anos, Vander Oliveira Cruz, de 38 anos, Geovani Carlos Assis, de 40 anos e Carlos Henrique de lima, de 18 anos.

O caso aconteceu no cruzamento da Rua José Pereira Rezende com a Rua Dr. Flavinho, em Jataí.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaodepoliciajti.com

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Polícia

A cidade de Jataí é considerada pela Polícia Federal, como uma das principais rotas internacionais do tráfico de drogas. Três rodovias federais e várias estaduais cortam o município. As estradas ligam Goiás aos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que fazem fronteira com o Paraguai e Bolívia, países produtores de maconha e cocaína.

Do Paraguai, os entorpecentes entram pela cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. A rota chega a Jataí pelas GOs-050, 206 e 184. Já as cidades de Corumbá e Cáceres, no Mato Grosso, são portas de entrada para a cocaína produzida na Bolívia. De Cuiabá, os entorpecentes seguem pela BR-364 até o sudoeste goiano de onde vão para grandes centros como Goiânia, Brasília e São Paulo.

“Eles [traficantes] são obrigados a passar por Jataí passando pelas BR-364 e 060. A gente faz então a apreensão de uma a duas toneladas ao ano”, afirma o delegado da Polícia Federal, Décio Moura.

Pontos de venda
De acordo com um levantamento da Polícia Militar (PM), em 2011 foram mapeadas mais de 100 bocas de fumo na cidade. Em uma casa simples na periferia de Jataí, os policiais encontraram meio quilo de pasta base de cocaína, uma balança de precisão e material para embalar o entorpecente.

Segundo a PM, o local não levantava suspeitas, mas a confirmação veio depois de uma denúncia anônima. O suspeito de trafico, um jovem de 29 anos, foi preso em flagrante.

Os locais que, segundo a polícia, ficavam nos setores mais afastados agora avançam para as regiões centrais da cidade e até mesmo para a rua. Quando a noite cai, muitos traficantes vão para o meio da rua ou praças para vender a droga e, sem medo, consumi-la.

Combate ao tráfico
A polícia intensificou a abordagem de suspeitos e a revista de carros à procura de drogas e armas. Três suspeitos de trafico foram presos, entre eles uma jovem de 18 anos. Com o grupo foram encontradas 700 porções de maconha e uma de crack. No ano passado foram apreendidos cerca de mil quilos de maconha e cocaína.

Fonte: G1 Goiás

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Região

Um adolescente de 14 anos morreu hoje (6) após colidir com uma carreta bitrem, por volta das 13h30. O rapaz estava em uma moto e teria colidido com a traseira da carreta. Uma criança de 10 anos, que estava na garupa, ainda conseguiu se salvar, pois pulou da moto antes da batida.

O acidente aconteceu na via perimetral ao lado do Lago JK, sentido leste/oeste, entrando a direita na Rua Dr. Flavinho, em Jataí. O condutor da carreta foi encaminhado para a Delegacia de Policia Civil para prestar esclarecimentos.

Rádio Eldorado, com informações do site panorama.net.br

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Região

A falta de chuva em Jataí (GO), trouxe prejuízos a produtores da região. Segundo Danilo Aimi, que plantou cerca de três mil hectares de soja, a colheita os custos aumentaram e haverá queda na colheita. “Tivemos um problema de estiagem no mês de novembro, onde tivemos cerca de 20 dias de sol. Além disso, dois tipos de lagartas estão comendo o grão da soja”, explica o fazendeiro, que completa. “Agora temos que combater as pragas fazendo duas aplicações a mais do que o normal. Tá ficando uma média três sacas por hectare, o custo dessas inseticidas”.

De acordo com dados do IBGE, foram plantados nesta safra de verão cerca de 240 mil hectares de soja em Jataí. A previsão inicial era de que o município fosse produzir mais de 860 mil toneladas do grão, mas muitas lavouras tiveram queda na produtividade por causa de um fator climático e esses números deverão cair.

O agricultor  Danilo Aimi afirma que aproximadamente 300 hectares foram castigados pelo veranico e não se desenvolveu e a colheitadeira não consegue alcançar a vagem. “A plataforma da máquina não consegue atingir a altura da vagem, pois, ela ficou muito pequena. Devemos perder até três sacas por hectare”, afirma.

Colheita
Após o período de estiagem, o agricultor sofre com as fortes chuvas e umidade para realizar a colheita da soja. “No período chuvoso temos que aproveitar os momentos de estiagem. Se insistirmos em realizar o procedimento as máquinas atolam e também jogam fora os grãos por causa da umidade”, conclui.

Fonte: G1 Goiás

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Agricultura

Um homem teria tentado matar sua ex-esposa nesta sexta-feira (3). Tudo começou com uma simples discussão. O homem tentava reatar o casamento com a mulher, mas ela teria negado o pedido. Diante da negativa, ele teria decidido dar fim à vida da ex-companheira e a própria. Nervoso, ele pegou uma faca e golpeou o pescoço da mulher.

Os familiares da vítima tentaram segurá-lo, mas não foi suficiente para que ele fugisse e tentasse tirar sua vida. Num ato de desespero, ele teria enfiado a faca em sua própria virilha. Ambos foram encaminhados, ainda com vida, para um hospital do município de Jataí, cidade que quase se tornou palco de uma triste tragédia conjugal.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaodepoliciajti.com

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

 

K2_PUBLISHED_IN Região