1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Ontem (26), por volta das 17h, uma carreta que transportava soja pegou fogo inesperadamente. Segundo o motorista Edson Pavan, ele estava dirigindo quando notou uma fumaça saindo debaixo do veículo. Com o extintor de incêndio ele teria tentado apagar as chamas, mas acabaram se espalhando rapidamente.

As chamas teriam começado no trecho entre Montividiu (GO) e Rio Verde, na GO-174. Edson levava a carga para o Guarujá (SP). Segundo ele, os prejuízos a empresa proprietária da carreta podem chegar a R$ 300 mil. O veículo ficou parcialmente destruído. A carroceria ficou intacta graças a ação rápida do Corpo de Bombeiros de Rio Verde (4ª BBM). Edson saiu ileso do incendio.

Uma enorme fila de veículos se formou nos dois sentidos da rodovia até as 18h20, quando as chamas foram controladas e a pista liberada.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaopolicialrv.com.br

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

Clique aqui e assista o vídeo sobre o incêndio


K2_PUBLISHED_IN Região

Com a contribuição climática nesta safra de verão, os produtores de milho, em Rio Verde (GO), estão otimistas para a colheita deste ano. Ao contrário de algumas regiões no estado, a chuva veio na hora certa no município.

Segundo o IBGE, a expectativa é que os agricultores colham até 200 sacas por hectare do grão. “Devido aos fatores climáticos a produção aqui na fazenda deve aumentar em torno 20% nesta colheita”, afirma o produtor rural João Ivan Vieira, que plantou cerca 170 hectares de milho transgênico.

Além disso, os dados do IBGE apontam que deve haver um aumento de 29 mil para 80 mil toneladas do produto cultivado na região. Porém, o agricultor João Ivan Vieira afirma que investimentos em insumos agrícolas foram maiores durante esta safra. “O custo do milho está mais alto do que na lavoura de soja. Para cultivar o grão está sendo preciso aumentar a adubação, as aplicações de herbicidas e fungicidas, tudo isso torna mais caro a produção”, explica o produtor.

Preço
Na propriedade do agricultor Flávio Faedo foram plantados aproximadamente 140 hectares de milho, onde 60% do produto já está negociado a R$21,50 a saca. Entretanto, ele lamenta o atual preço que está sendo pago pelo grão. “Quando eu plantei o milho estava na faixa de R$24 a R$25, mas agora o preço baixou muito”, declara o produtor rural.

Fonte: G1 Goiás

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Agricultura

Um acidente com um Escort conversível tinha tudo para se transformar em mais uma tragédia em rodovia goiana neste domingo (22). Mas, graças a Deus, destino, sorte ou qualquer outra crença, o condutor nada sofreu.

Jhonatan Garcia, de 30 anos seguia pela GO-210, entre Rio Verde (GO) e Santa Helena de Goiás, quando perdeu a direção do carro no Km 19 da via. Segundo o motorista, o seu carro voou cerca de 100 metros sob a ribanceira e parou próximo às bordas de um córrego.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Rio Verde (4º BBM), Jhonatan estava usando o cinto de segurança e, por isso, não foi arremessado para fora do veículo, mesmo sendo conversível.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaopolicial.net

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

Carro quase caiu no córrego (fotos: plantaopolicial.net/ilustração: Google Maps)

K2_PUBLISHED_IN Região

A polícia prendeu um homem de 34 anos suspeito de matar um senhor de 50 anos em Rio Verde. De acordo com a polícia, a vítima foi agredida e torturada porque tentou reagir a um assalto quando voltava para casa, no Bairro Gameleira. O atestado de óbito aponta que a causa da morte foi traumatismo craniano.

Segundo a polícia, uma mulher também teria participado do crime. O filho da vítima chegou no local minutos depois e encontrou o pai caído no chão: “Por causa de um celular e quase R$ 200 reais eles fizeram isso”, lamenta Maurício Pereira Silva Júnior.

Segundo a polícia, o suspeito tentou fugir, mas foi preso pela polícia logo em seguida. Um spray de pimenta teve de ser usado para deter o criminoso. Ele foi autuado em flagrante e vai responder pelo crime de latrocínio. O suspeito já tem passagens por homicídio, roubo e furto. A mulher que também teria participado do crime continua foragida.

Fonte: G1 Goiás

K2_PUBLISHED_IN Polícia

Um acidente na BR-060, próximo a Rio Verde (GO), a 284 quilômetros de Mineiros, deixou cinco feridos por volta das 17h de quinta-feira (19). A colisão envolveu dois Pálios, o primeiro seguia em sentido Rio Verde. Já o outro seguia para Jataí.

Segundo a polícia, o carro que seguia à Rio Verde capotou após forçar ultrapassagem e bater de frente com o outro veículo. Apenas o motorista, Rafael Almeida da Silva, morador de Chapadão do Sul (MS), estava no Pálio que capotou. Ele foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

No outro carro, estavam quatro funcionários da Brasil Foods (BRF), antiga Perdigão. Eles retornavam para Jataí depois de uma reunião na sede da empresa em Rio Verde. Os acidentados são Frankillin Moreira Pereira Godoy, 22 anos; Thiago Viero Colinski Machado, 30 anos; Weliton Rezende Carrijo, 29 anos; e uma mulher identificada apenas por Adriana.

Os ocupantes dos dois veículos foram conduzidos por equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros a um hospital de Rio Verde. Até as 21h, Frankillin, Thiago e Weliton permaneciam estáveis. Rafael está em estado grave. Adriana passou por cirurgia e está na UTI em estado gravíssimo.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaopolicialrv.com.br

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

Fotos do acidente (fonte: plantaopolicialrv.com.br/Ilustração: Google Maps )


K2_PUBLISHED_IN Região

Os agricultores que apostaram na cultura do algodão em Rio Verde, no sudoeste goiano, estão otimistas. Com a expectativa de boa produção, tem proprietário rural que já negociou 40% da colheita.

Em uma fazenda do município, a lavoura está na fase inicial. Foram plantados 470 hectares, a mesma área da última safra. Apesar das plantas ainda pequenas, o gerente da propriedade, Alceu Couto, aposta na produção de 400 arrobas por hectare, muito superior a média do ano passado que foi de 335.

"Mês de outubro choveu aqui 419 milímetros em 30 dias, o que é ótimo; novembro tivemos 151, um pouquinho menos da média; dezembro tivemos 212, dentro do limite. Se tudo continuar dessa forma, vamos ter uma boa produtividade com certeza", explica Alceu.

Sistema adensado

A lavoura foi plantada com espaçamento padrão: 90 centímetros entre as plantas. O produtor também vai plantar algodão na safrinha, mas vai usar o sistema adensado, com espaçamento de 45 centímetros e 300 mil plantas por hectare.

"Na verdade, o algodão adensado tem ciclo maior. Você faz um (ciclo) convencional de até 210 dias. O adensado chega a 160 dias. Com isso, você tem custo de 25 a 30% menor que o algodão do verão. A lucratividade é um pouco melhor", explica o agrônomo Ivan Garcia.

Preço
O produtor já vendeu 40% da lavoura. No entanto, Alceu diz que o preço teve uma desvalorização de quase 50% em relação ao ano passado. Ele vendeu a arroba de pluma por R$ 55 reais. Em 2011, o preço era de R$ 90.

Segundo o agrônomo Ivan Garcia, a partir de janeiro do ano passado houve uma migração de produtores de milho e um aumento daqueles produtores que já plantavam algodão devido ao bom preço. "Com oferta maior do produto na safra que passou e a crise européia, a comercialização desse algodão ficou mais difícil. Em função disso, o menor preço, que é em torno de R$ 50 reais a arroba da pluma", explicou.

Fonte: G1 Goiás

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Agricultura

Na madrugada de hoje (11) o empresário Vanderlei Ferreira Goulart, de 50 anos, também conhecido como “Lelei”, foi assassinado dentro de sua casa. Ele teria entrado em sua casa, deparado com um ladrão e pedido socorro. Com isso, o bandido sacou o revólver e disparou contra a cabeça do empresário, que morreu na hora. Antes de ir embora, o criminoso ainda pegou as chaves do cofre e furtou o que havia em seu interior.

O crime chocou os cidadãos de Rio Verde (GO), a 193 quilômetros de Mineiros. O assassinato aconteceu na Rua Luiz de Bastos, bairro Jardim América. Os vizinhos ouviram os disparos e ligaram para a polícia. Os cabos da PM Amilton e Nascimento foram ao local e fizeram vários patrulhamentos pela região, mas não encontraram o bandido.

Na residência não havia sinais de arrombamento. Os portões estavam trancados e as portas da casa estavam abertas. A polícia acredita que o ladrão tenha entrado na residência no momento em que o empresário abria o portão para entrar com o carro. A equipe do Instituto Médico Legal (IML) compareceu ao local, fizeram perícia e recolheram o corpo.

O crime ainda é um mistério para Policia Civil de Rio Verde, que está investigando o caso. A principal suspeita é que Vanderlei tenha sido vítima de latrocínio - roubo seguido de morte. Ainda não se sabe o que tinha dentro do cofre.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaodepoliciajti.blogspot.com

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook


K2_PUBLISHED_IN Polícia

Diogo Luiz Sena, de 23 anos, é mais uma vítima de assassinato esta semana. O crime ocorreu por volta das 2h30 da madrugada de hoje (11). Moradores próximos do local do crime ouviram disparos de arma de fogo e ligaram para a polícia.

Os policiais militares, soldados Cláudio e Adão foram ao local e encontraram “Neguinho”, como era conhecido, caído no chão agonizando. Os policiais ainda acionaram o SAMU, mas não pôde fazer nada, pois o jovem já havia morrido. O crime ocorreu na Avenida Beija Flor, Bairro Dom Miguel, em Rio Verde (GO). 

O delegado Alexandre Câmara e o agente José Junior do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) estiveram no local, colheram informações sobre o jovem e estão investigando o caso. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) deslocou ao local para realizar perícia e recolher o corpo, que está à disposição dos familiares. Segundo a polícia, Neguinho era usuário de drogas.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaopolicialrv.com.br

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook


K2_PUBLISHED_IN Polícia

Um homem, ainda não identificado matou Sérgio Palmeira da Silva, 29 anos, natural de Cuité (PB). O crime aconteceu ontem (9), por volta das 17h30. Segundo testemunhas, os dois homens andavam em uma mesma bicicleta e Sérgio era passageiro no "cano" da bicicleta. Enquanto pedalava, o homem estaria discutindo com Sérgio e, ao chegar a certo ponto, sacou um revólver calibre 22 e atirou na nuca da vítima.

Ainda em movimento, o corpo teria caído da bicicleta e ficado estendido na Rua Mestre Luiz de Freitas, no Bairro Primavera, em Rio Verde (GO). Sérgio foi socorrido ainda com vida pelo SAMU, mas acabou morrendo no caminho ao hospital. A polícia realizou patrulhamentos pela região, mas não encontrou o criminoso.

Segundo informações policiais, ele era usuário de drogas, e já esteve internado em uma casa de recuperação de viciados em drogas, porém não conseguiu se livrar do vicio. O Instituto Médico Legal (IML) entrou em contato com os familiares do jovem e aguarda a chegada de um irmão que virá a Rio Verde para a identificação e liberação do corpo. A polícia ainda não sabe qual foi o motivo da discussão, mas a principal suspeita está relacionada ao tráfico de drogas.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaopolicialrv.com.br

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Polícia

Uma operação contra o crack em Rio Verde, no Sudoeste de Goiás, na tarde de quinta-feira (5), resultou na demolição de um barraco que, segundo a polícia, funcionava como ponto de venda de drogas.

Ruas foram fechadas e todo o bairro, que fica às margens da BR-060, foi cercado pelas polícias Militar e Rodoviária Federal. Trinta usuários foram encontrados. Uma vistoria detalhada foi feita em sacolas, roupas e bolsas. Uma pedra de crack estava escondida dentro do tênis de um homem.

O lugar é conhecido na cidade como "cracolândia". Os suspeitos foram encaminhados para clínicas de recuperação e, outros, para a delegacia. Um ônibus fez o transporte de todas as pessoas. Houve resistência de alguns, que não queriam deixar o local.

“Eu não vou me tratar. O meu tratamento sou eu mesmo, não é clínica e não é ninguém para resolver, é a gente mesmo que resolve”, diz uma usuária, moradora do local.

De acordo com a polícia, das 30 pessoas encaminhas para a triagem, nenhuma quis iniciar o tratamento. O barraco que foi destruído, segundo a PM, estava abandonado e teve autorização do dono para a demolição. A polícia disse que irá continuar com a operação em outros bairros da cidade.

Fonte: G1 Goiás

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Polícia