1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Os meliantes não estão dando sossego à população mineirense. Segundo informações da Polícia Militar (7ª CIPM), no último sábado (21), dois delinquentes teriam assaltado à mão armada da Farmácia J. Freitas, localizada na 4ª Avenida, no Centro de Mineiros.

De acordo com os policiais que atenderam a ocorrência, soldados Frederico e Flagnir, o fato teria ocorrido por volta das 22h30, quando dois meliantes montados em uma Moto Biz estacionaram em frente ao estabelecimento comercial. O proprietário da farmácia já estava finalizando o expediente quando um dos motociclistas, que estava com um revolver, anunciou o assalto.

Rapidamente, os larápios levaram R$ 60 reais do bolso do dono da farmácia, aproximadamente R$ 120 reais do caixa e mais R$ 10 da bolsa de uma cliente. Após recolherem as quantias, os assaltantes fugiram, tomando rumo desconhecido.

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Polícia

A polícia prendeu quatro pessoas, entre elas um adolescente, suspeitos de contrabando. Com eles, a polícia encontrou ferramentas, roupas e acessórios. A apreensão aconteceu após uma abordagem de rotina da Polícia Militar Rodoviária na GO-184, próximo ao município de Serranópolis.

Os produtos estavam em dois veículos, com placas de Goiânia e Itapuranga. Segundo a Polícia Rodoviária Militar, a mercadoria era do Paraguai e não possuía nota fiscal. Segundo a PM, os suspeitos confessaram que as mercadorias estão avaliadas em R$ 14 mil.

“Segundo informações deles, todos moram em Itaberaí e essa mercadoria seria para um comerciante de Goiânia”, diz o sargento Eliel Antônio.

Todos foram levados para delegacia da Polícia Federal em Jataí para prestar depoimentos. “O crime é de descaminho por eles terem introduzido mercadorias clandestinamente no país sem o devido pagamento do imposto”, explica o delegado Rodrigo Passos.

Fonte: G1 Goiás

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Polícia

Infelizmente, enquanto milhares se divertiam na 33ª ExpoMineiros (Confira mais informações), criminosos praticavam delitos pela cidade (Clique aqui e entenda). Nesta sexta-feira (6), por volta das 23h30, uma mulher, de 44 anos, levou dois tiros na barriga após ser assaltada.

A vítima trabalhava em uma loja de conveniência de um supermercado 24h, localizado na Rua Castelo Branco, no Setor José Oliveira Martins. Segundo a mulher, não houve reação de sua parte, mas, mesmo assim, acabou sendo alvejada pelo meliante.

Uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros (6ª CIBM) encaminhou a mulher ao Hospital das Clínicas Dr. Neves, onde iria passar por cirurgia. Até o momento, a polícia está investigando o caso e está no encalço do criminoso.

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

 

K2_PUBLISHED_IN Polícia

A Polícia Militar (7ª CIPM) capturou na BR-364 quatro homens, suspeitos de terem esfaqueado na madrugada desta segunda-feira (2) Luiz Fernando Rezende Caetano. O jovem levou duas facadas na barriga e foi socorrido por populares e encaminhado ao Hospital Municipal de Mineiros. Segundo informações hospitalares, ele não corre risco de morte. O agressor seria um dos capturados: Maxuel de Carvalho Ramos, de 20 anos.

O fato ocorreu na Rua Rio Claro, quadra 31, no Setor Leontino. De acordo com informações policiais, após o crime, Maxuel teria fugido em companhia de Igor Souza Santos, de 19 anos, também conhecido como ‘Bicudo’, em uma Moto Titan vermelha. Estavam acompanhados por dois supostos comparsas: Whildemberg Silva Martins, de 18 anos, e Fernando Silva Santos, de 19 anos, conhecido líder da gangue ‘Os Prostitudos’ (antiga ‘B.L’), que teriam roubado a moto da vítima, uma Moto Titan preta.

Os suspeitos de latrocínio (roubo seguido de lesões corporais graves ou morte) seguiram em direção à Santa Rita do Araguaia, pela BR-364. Uma equipe de Policiais Militares de Portelândia e Santa Rita do Araguaia conseguiu deter os supostos criminosos após atravessarem a ponte do Rio Babilônia. Os homens foram trazidos para Mineiros e autuados em flagrante pela polícia.

Rádio Eldorado, com informações do blog pmgoportela.blogspot.com.br

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook


K2_PUBLISHED_IN Mineiros

A 3ª reconstituição da chacina que resultou na morte de sete pessoas (Clique aqui e entenda o caso) em uma fazenda de Doverlândia, no dia 29 de abril deste ano, está marcada para 9h de sexta-feira (29). A nova fase contará com a participação de cinco testemunhas que estiveram na propriedade no dia do crime.

“A gente quer caracterizar ou não a participação de outras pessoas nas mortes. O fato já teve duas reconstituições e o Aparecido [Aparecido de Souza Alves, principal suspeito da chacina] contou como executou o crime. Ele afirmou que fez tudo sozinho e até hoje nunca surgiu nada de concreto que aponte a participação de outras pessoas”, declarou o delegado responsável pelo caso, Ronaldo Pinto Leite, do município de Iporá.

Testemunhas
A principal testemunha da chacina é um adolescente de 14 anos. Ele é filho de uma das vítimas, o vaqueiro da fazenda onde aconteceu o crime, e estava no local quando quatro membros de uma família amiga do fazendeiro chegaram para uma visita e também foram mortos.

Segundo relatos da Polícia Militar, na época dos crimes, o garoto só não acompanhou o pai e os visitantes à sede da fazenda, onde as mortes aconteceram, porque dois cavalos começaram a brigar no pasto e ele foi apartar os animais. Além do adolescente, está prevista a presença da mãe dele, de um sobrinho do dono da fazenda, de uma irmã do dono da fazenda e do marido dessa mulher.

Segundo o delegado Ronaldo Pinto, a mãe do garoto estava em uma casa próxima ao local do crime e presenciou algumas cenas. As outras testemunhas foram as primeiras a ver os corpos. “As outras testemunhas estavam na fazenda ao lado e chegaram no final. Foram os primeiros a ver os corpos. Elas contam que foram perseguidas pelo Aparecido e fugiram usando uma moto e um carro. O Aparecido teria ido atrás deles de moto”, revela o delegado.

As testemunhas estão em Iporá e seguirão acompanhadas da Polícia Civil para Doverlândia. O delegado de Iporá e o investigador da Delegacia Regional seguirão em um carro e peritos da Polícia Técnico Científica em outro. A reconstituição está prevista para terminar às 14h. Policiais militares da cidade onde aconteceu o crime também participarão.

Queda helicóptero
Todos envolvidos nesta terceira fase seguirão para o local do crime por via terrestre, pois o helicóptero que pertencia à Polícia Civil caiu no município de Piranhas, quando retornava da segunda fase da reconstituição, no dia 8 de maio. As outras duas aeronaves da Segurança Pública de Goiás - do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar - ficaram paradas para revisão por um mês e dez dias.

Por causa da tragédia, as investigações do caso foram interrompidas. Na queda, morreram o superintendente da Polícia Judiciária de Goiás, o delegado Antônio Gonçalves Pereira dos Santos; os delegados Bruno Rosa Carneiro, Osvalmir Carrasco Melati Júnior, Jorge Moreira da Silva e Vinícius Batista da Silva; os peritos criminais Marcel de Paula Oliveira e Fabiano de Paula Silva; além do principal suspeito do crime, Aparecido de Souza Alves, de 22 anos.

Parte do inquérito original com informações sobre as duas primeiras reconstituições foi perdido. “Agora vamos usar os elementos que serão trazidos pelas testemunhas. Depois, a perícia vai analisar documentos relacionados às três reconstituições e tentar fazer uma possível sequência de fatos”, afirmou Ronaldo Pinto.

Ele também explicou que estão sendo trabalhadas algumas linhas de investigação, mas que, por enquanto, não há suspeitos concretos. A delegada-geral da Polícia Civil de Goiás, Adriana Accorsi, informou, na tarde desta quinta-feira, que não vai participar da 3ª reconstituição e que a apuração dos fatos está somente sob responsabilidade do delegado Ronaldo.

Principal suspeito

Convidado por Adriana Accorsi, o psicólogo Leonardo Faria começou a traçar o perfil de Aparecido Souza Alves, dias antes da queda do helicóptero. “Muito calmo e centrado”, definiu na época o psicólogo, que atua na área criminalística há nove anos.

"A história de vida do sujeito até os dez, doze anos é importantíssima para a gente analisar se ele já vinha trazendo lá de trás uma característica ou um traço que iria levá-lo a um transtorno de psicopatia em fase adulta”, avaliou o psicólogo.

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook


K2_PUBLISHED_IN Polícia

Dois irmãos, Lindomar Celestino de Araújo, de 59 anos, e Divino Celestino de Jesus, 61 anos, foram presos na última sexta-feira (1º) por Policiais Civis da cidade de Jataí. Os dois são acusados pelo homicídio Sebastião Xavier de Macedo, de 48 anos. O crime aconteceu no ano de 2010

O delegado André Fernandes de Almeida informou que no dia 20 de abril de 2010 Sebastião Xavier teria ido visitar os cunhados numa fazenda que fica na região conhecida como Pantanal da Onça, área rural de Jataí. Ele teria saí¬do de casa e sumido. Familiares de Sebastião na época foram até a Delegacia fazer o registro de desaparecimento sendo que as investigações teriam começado, mas, até sexta-feira passada, o crime continuava sem solução.

Na quinta-feira (31) um parente de Sebastião procurou a Delegacia Regional e solicitou providências do caso, repassando algumas informações importantes a respeito da possível autoria do crime. A Polícia Civil diante de tais informações verificou a veracidade, inclusive executando diligências em outras cidades do sudoeste goiano.

Lindomar e Divino foram presos às 19h e confessaram o crime. Eles disseram que Sebastião teria chegado à Fazenda Pantanal da Onça no dia 20 de abril, onde os dois já estavam. Lindomar e Sebastião começaram uma discussão por conta de um dinheiro que os irmãos deviam para a vítima. Sebastião, segundo Lindomar, teria dado um tapa em seu rosto – motivo pelo qual ele teria pegado uma espingarda calibre 36 e efetuado um disparo contra Sebastião, que morreu no local.

Após o crime, Divino e Lindomar, cunhados da vítima, transportaram o corpo para um lugar distante de onde moravam e ali o enterraram. Os dois foram autuados em flagrante por ocultação de cadáver e posse irregular de arma de fogo – a fiança foi negada devido a existência dos requisitos que justificam a decretação da prisão preventiva.

André Fernandes disse ainda que “a perseverança da equipe de Policiais Civis foi decisiva na solução do caso já que mais de 400 quilômetros de estrada de chão foram percorridos e a localização do corpo enterrado contou com a participação de todos, já que se tratava de um local de difícil acesso”, afirmou o delegado.

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Polícia

Rio Verde, um dos municípios mais promissores do sudoeste goiano ao lado de Mineiros e Jataí, está sendo castigado pela violência. Vários homicídios vêm ocorrendo na capital da produção agrícola. Nesta sexta-feira (25), por volta das 7h30, o comerciante Carlos Vieira, bastante conhecido como ‘Carlão do Milho Verde’, foi brutalmente assassinado.

De acordo com testemunhas, Carlão estava entrado em sua picape F-250 quando teria sido abordado por um homem, que sacou um revólver e alvejou o comerciante com três tiros na cabeça.  Ele morreu na hora.

Policiais fizeram vários patrulhamentos pela região, mas o assassino (que ainda não foi identificado) não foi encontrado. A polícia ainda não sabe se havia alguém de carro ou de moto dando cobertura ao meliante. As investigações seguem intensas em Rio Verde.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaopolicialrv.com.br

Siga-nos no Twitter e no Facebook
TwitterFacebook

K2_PUBLISHED_IN Polícia

O incendiário de Portelândia já está solto. A Polícia Militar (7ª CIPM) havia prendido no dia 14 de maio Reginaldo dos Santos Anjos, autor confesso do incêndio criminoso no pátio do Departamento de Polícia Militar. Mas, no entanto, ele já foi liberado pela justiça.

O crime aconteceu na madrugada do dia 11 de maio. Na ocasião, Reginaldo ateou fogo em 21 motos e em várias bicicletas. Segundo informações policiais, o suspeito tinha várias passagens pela polícia e estava em liberdade condicional.

De acordo com declarações de Reginaldo, ele teria cometido o crime motivado por vingança. Por ter sido preso a cerca de um ano e meio por um dos policiais de serviço no dia do atentado.

Rádio Eldorado, com informações dos sites radioportaldovale.com/pmgoportela.blogspot.com.br

Siga-nos no Twitter e no Facebook
TwitterFacebook

K2_PUBLISHED_IN Polícia

John Carlos Medeiros, de 25 anos, morreu nesta madrugada depois de ser alvejado por cinco tiros. O crime ocorreu por volta das 2h30 da madrugada.

O assassinato aconteceu no Bairro Popular, em Rio Verde, cidade onde ocorreram vários homicídios nos últimos dias. Segundo informações policiais, John, sua namorada e uma amiga, após sair de um posto, estavam passando em frente a um supermercado. De repente, apareceram dois homens em uma moto vermelha. O passageiro teria sacado um revólver e disparado cinto tiros contra jovem, que morreu na hora.

A namorada dele e a amiga fugiram desesperadas. Após cometerem o crime, os autores fugiram. A polícia fez vários patrulhamentos pela região, mas os assassinos não foram localizados. O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) está investigando o caso.

Rádio Eldorado, com informações do site plantaopolicialrv.com.br

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

 

K2_PUBLISHED_IN Polícia

A Polícia Militar de Mineiros (7ª CIPM) está no encalço de dois meliantes que aplicaram um golpe de R$ 4 mil em uma professora. O fato foi registrado em Boletim de Ocorrência (BO) pelos soldados Joel Gomes e José Carlos, nesta terça-feira (15), por volta 12h.

Hoje (16), no Programa Plantão Polícial, o cabo Edmar Andrade nos esclareceu como teria acontecido o roubo. Segundo ele, a professora havia pedido um empréstimo no valor de R$ 4 mil e foi na agência da Caixa Econômica (no centro da cidade) sacar o valor. Retirou o dinheiro e seguiu seu destino.

Quando chegou às proximidades do Mercadão dos Calçados, ela reparou que um homem, o qual estava a sua frente, havia perdido os documentos. Quando ela vai pegar os papeis para devolver ao dono, aparece repentinamente um rapaz. Ambos avisam ao homem sobre os documentos que estavam caídos ao chão. Eles pegam os papeis e entregam ao dono.

O homem, em contrapartida, com muita educação teria dito o seguinte: “Muito obrigado! Vocês acharam meus documentos, mas o importante está aqui dentro no meio deles: um cheque de R$ 19 mil! Se vocês não tivessem achado e me entregado eu poderia ter tido um grande prejuízo caso caísse nas mãos de pessoas erradas. Quero recompensar vocês e dar uma gratificação por isso!”.  Apesar de a moça ter insistido que não precisava, o homem fez questão de presenteá-la e acabou a convencendo a ir receber a tal recompensa. O jovem aceitou sem problemas.

O homem disse para os dois: “Vamos ali em cima, minha mãe tem uma loja de calçados e eu vou falar com ela para lhe presentearem. Eu quero lhes dar um par de calçado”. Até ai, a moça nem desconfiava de nada.  Então eles foram até as proximidades de uma escola, na 4ª Avenida. Chegando lá o homem teria dito: “Esperem aqui um minutinho que eu vou à loja da minha mãe falar com ela e logo retorno”.

Passou um tempo e quando ele retornou logo disse: “Minha mãe ficou muito satisfeita e agradeceu por terem achado os documentos e o cheque. Ela quer presentear vocês com o par de calçado que falei”. Com isso, ele fala para o rapaz: “Você, vai lá primeiro, pega o calçado e volta aqui. Depois a moça vai”. Então o jovem foi lá e voltou com o calçado. O homem então fala para a professora: “Vai lá agora, minha mãe tá te esperando, mas pode deixar sua bolsa aqui”.

Ainda sem suspeitar de nada, ela acaba deixando a bolsa (com a quantia de R$ 4 mil) em posse dos homens e segue até a suposta loja. No meio do caminho ela se lembra do dinheiro e retorna. No entanto, os dois já não estavam mais lá, nem a bolsa e nem o cheiro deles e do cheque.

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook

K2_PUBLISHED_IN Polícia